teatro

teatro

Translate

segunda-feira, 7 de novembro de 2016

Crise financeira do Rio atinge Escola de Teatro Martins Pena | Radioagência Nacional


A escola estadual de teatro Martins Penna, no Centro, passa por dificuldades devido à crise financeira do estado. A instituição ficou em greve por quatro meses e passou por um processo de ocupação por mais dois meses no semestre passado.

Alunos, professores e funcionários organizaram um mutirão de limpeza e manutenção no local para compensar a falta de funcionários terceirizados, que foram demitidos por falta de verba.

A biblioteca está fechada, o teatro está em péssimas condições e faltam profissionais na segurança, limpeza, hidráulica e secretaria. A instituição fica numa casa colonial que é patrimônio histórico do Rio de Janeiro.

O aluno Jovan Ferreira lamenta o estado que a escola se encontra atualmente. Ele lembrou do processo de ocupação realizado no último semestre e destacou que o movimento só acabou por conta de um acordo fechado com a Fundação de Apoio à Escola Técnica (FAETEC) que não foi cumprido.

O diretor da escola, Marcelo Reis, também comentou sobre o acordo assinado entre os ocupantes e a instituição para a saída dos jovens. Reis ainda explicou que o cancelamento das passagens, assim como o não oferecimento da alimentação, foi uma questão de legislação.

Em nota, a FAETEC, que é vinculada à escola, informou que aguarda o aumento no fluxo de caixa do estado para quitar parcelas atrasadas. Há uma previsão de um novo repasse da Secretaria Estadual de Fazenda após o pagamento da folha salarial dos servidores ativos e inativos, ainda neste mês.

A fundação argumenta que atrasos nas faturas não podem ser usados como desculpa para o não pagamento dos salários e que novos contratos estão sendo feitos para regularizar a situação de boa parte dos fornecedores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário